31 agosto 2017

AS ASNEIRAS SOBRE A AMAZÔNIA E O DECRETO DE TEMER

Esta semana vimos e ouvimos toda ordem de comentários e avaliações inusitadas, sem um mínimo de embasamento técnico, sem nenhuma formatação lógica, porém todas contrariamente a ocupação em partes da floresta amazônica, proposta por Temer.
Nem mesmo a decisão de Judicial que derrubou o Decreto expedido pela presidência da república, menciona por mais sutilmente que fosse, quaisquer possíveis anomalias ambientais, relacionadas ao caso.
O que pouca gente sabe, e este é o "X" da questão, é que estudos recentes da Universidade de Princeton em Nova Jersey EUA, revelaram uma descoberta fantástica sobre as florestas. 
Pesquisadores da Universidade de Princeton, descobriram que o crescimento de uma floresta secundária, aquela que cresce após a primeira ser derrubada, é crucial para abrandar as mudanças climáticas. 
Isso porque elas absorvem e armazenam carbono 11 vezes mais rápido que uma floresta “antiga”.
Portanto, talvez este não seja o momento e muito provavelmente o presidente Temer nem tenha credibilidade e respaldo popular para lidar com isto agora.
Mas algo precisa ser pensado para a Amazônia urgentemente, antes que venezuelanos, bolivianos e colombiano, mancomunados com brasileiros dos estados do Acre, Rondônia, Roraima e outros, cometam crime pior. Pensem nisso.
Por Milton Oro


Nenhum comentário:

Postar um comentário