06 dezembro 2017

PELO SIM, PELO NÃO, UTI VIRÁ PARA LARANJEIRAS DO SUL?

Esta semana, depois das comentários e entrevistas intrigantes do prefeito Berto Silva, vulgo Malazarte, sobre a liberação por parte do Governo do Estado, de R$ 600.000,00 mil reais para aquisição de equipamentos para UTI em Laranjeiras do Sul, o Blog Olho Vivo Laranjeiras, decidiu ir em busca de informações que pudessem esclarecer a população laranjeirense, no tocando a implantação desta Unidade de Tratamento Intensivo em Laranjeiras do Sul.

Fizemos contato com a 5ª Regional de Saúde em Guarapuava, à qual Laranjeiras do Sul é vinculada e  subordinada.

Questionados sobre a implantação da UTI em Laranjeiras do Sul, nos passaram informações que nos deixam preocupados em ralação à UTI, uma vez que a administração municipal vem fomentando a implantação da mesma desde o inicio do ano, dizendo inverdades.

Segundo informações, o processo está em fase inicial ainda, pois o município está enviando o Plano de Trabalho para a Secretaria de Estado da Saúde, o qual precisa ser reformulado e adequado a realidade atual.

Enviado o processo à secretaria, esta encaminhará o mesmo para a Casa Civil, que irá despachar pelo sim ou pelo não. 

Em despachando pelo sim, os recursos para a aquisição dos equipamentos serão canalizados em orçamento individual, exclusivo, com o fim de implantar a UTI.

Após garantido o recurso, toda a papelada da formalização da implantação da UTI, será encaminhada ao Diário Oficial para publicação.

Depois de publicado, será encaminhado ao Ministério da Saúde para o ok de praxe. 

Dado o ok, terá inicio o processo licitatório para aquisição dos equipamentos. 

Este processo todo, não se conclui em menos de 180 dias. Ou seja: Não teremos UTI em Laranjeiras do Sul, em fevereiro como anunciou o prefeito. 

Aliás, lá no inicio do ano de 2017, o prefeito Berto Silva, vulgo Malazarte, anunciou que a UTI era uma realidade para Laranjeiras do Sul e que em poucos dias estaria em funcionamento. 

Pura mentira, o povo precisa abrir os olhos para evitar que mais uma vez a UTI escape pelo vão dos dedos.

Isto tudo, sem falar que precisaremos de no mínimo 2 médicos extensionistas e 2 enfermeiros padrão, para iniciar os trabalhos de atendimento da UTI. 

Médicos amigos do Blog, afirmam ser necessário para o funcionamento adequado de uma UTI, pelo menos dez pessoas entre médicos, enfermeiros, plantonistas, etc., etc., etc..

Isto não custa menos que cento e cinquenta, duzentos mil reais, mês. 
Além do restante.  Manutenção de equipamentos, complementação das equipes técnicas, custo do convênio e toda a burocracia pertinente.

O Estado estaria disposto a arcar com despesas superiores à R$ 500.000,00 reais mês para manter a UTI em funcionamento?  

Esta é a pergunta que fica. A população quer a resposta. O espaço está aberto. Com a palavra o prefeito Malazarte. 
    Estamos de 






Nenhum comentário:

Postar um comentário